“Aceleration Boost” é a denominação da actualização que mais vai entusiasmar os clientes da Tesla neste Natal, especialmente os que possuem ou estão compradores do Model 3 Dual Motor, a versão que passa a usufruir de um incremento de potência, que se traduz numa maior capacidade de aceleração.

A actualização, disponível over-the-air, tal como as restantes, evitando assim uma deslocação à oficina, foi disponibilizada a 18 de Dezembro, tento sido os clientes norte-americanos os primeiros a beneficiar do ganho em termos de potência. A Tesla anuncia que o novo software permite ganhar 5% nas acelerações, o que pouco dirá aos clientes que adoptam uma condução mais calma e mais virada para maximizar a autonomia, mas que será um “miminho” importante para os que fazem questão em que o seu Tesla bata a concorrência e, sobretudo, os rivais com motor de combustão.

Este incremento de potência, que já foi calculado em cerca de 51 cv, um incremento próximo de 11% que vem acompanhado de um ganho de 12% em matéria de binário, leva a que o Model 3 Dual Motor vá de 0-60 milhas em 3,9 segundos, em vez dos anteriores 4,4 segundos. Isto coloca a potência deste Model 3 nos 504 cv, ganho conseguido à custa de mais potência extraída do motor dianteiro e de um pequeno reforço do motor traseiro.

Este é o segundo incremento de potência de que o Model 3 é alvo. O primeiro surgiu em Outubro, quando passou a usufruir de mais 32 cv, melhorando igualmente a capacidade de aceleração. Para o nosso país, onde se “trabalha” com km/h em vez de milhas, o Model 3 que agora anuncia 4,6 segundos para ir de 0-100 km/h, deverá passar anunciar cerca de 4,07 segundos para o mesmo nível de aceleração. A novidade é que enquanto o primeiro boost de potência foi gratuito, para ter acesso a este “Aceleration Boost” os clientes vão ter de pagar 2.000 dólares, ou seja, cerca de 1.800€.

Um proprietário de um Model 3, já com a actualização, tratou de medir o ganho em performances e, mais do que isso, comparar o modelo com a actualização com outro idêntico sem a actualização, registando tudo em vídeo, como pode ver aqui: