A operar em 29 países, entre os quais Portugal, através da SIVA, que adquiriu em 2019, a Porsche Holding Salzburg (PHS) antecipou os seus resultados do ano. Segundo o seu CEO, Hans-Peter Schützinger, aquele que é o principal importador e distribuidor das marcas do Grupo Volkswagen no mundo conta comercializar 757.200 veículos novos nos 12 meses do ano, mais 1,9% face a 2018.

A PHS exerce funções de importador de todas ou de algumas marcas do conglomerado alemão em 20 países, onde vendeu um pouco menos de 365.000 veículos, menos 1.9% do que no ano transacto. Em compensação, na área de distribuição, colocou no mercado 392.400 unidades novas, um crescimento que se ficou em parte a dever ao reforço dos postos de venda, num total de 37, distribuídos pelo Japão, Itália e China, atingindo agora um total de 494.

A venda de veículos usados revelou um crescimento de 3,6%, transaccionando este ano 221.000 unidades, com o número de empregados a aumentar ao mesmo ritmo (3,6%), atingindo um total de 32.000. O volume de negócios, esse, deverá continuar em torno dos 20 mil milhões de euros, similar ao obtido em 2018.

Em relação ao nosso país, a PHS anunciou a aquisição em Outubro da SIVA, o importador para Portugal da Audi, Skoda, Volkswagen e Volkswagen Veículos Comerciais, além dos concessionários da Bentley e Lamborghini, bem como 11 pontos de exposição e venda concentrados sobretudo em Lisboa e Porto. Hans-Peter Schützinger confirmou ainda que espera superar, em breve, a fasquia das 30.000 vendidas por ano no nosso mercado.