A Comissão Regional do PS/Madeira decidiu esta quinta-feira adiar a marcação do congresso do partido na região autónoma para próxima reunião, agendada para fevereiro de 2020, disse o presidente do órgão, Bernardo Trindade.

A decisão foi aprovada por “larga maioria”, realçou, vincando que o objetivo é “uniformizar calendários” com a estrutura nacional do partido.

O congresso do PS/Madeira estava inicialmente agendado para janeiro de 2020, mas o partido começou a ponderar o adiamento, de modo a que Paulo Cafôfo, ex-presidente da Câmara Municipal do Funchal e cabeça de lista socialista nas eleições regionais de 22 de setembro, pudesse viabilizar a candidatura à liderança.

Cafôfo liderou a principal autarquia madeirense e encabeçou a lista socialista como independente, mas filiou-se no partido em novembro e só poderá candidatar-se à liderança após seis meses.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A Comissão Regional do PS analisou, por outro lado, a proposta de Orçamento do Estado para 2020, destacando a “continuidade na reposição de direitos”, bem como de salários, de pensões, nos incentivos à natalidade.

Os socialistas votam também, por unanimidade e aclamação, uma proposta do deputado à Assembleia da República Carlos Pereira, para homenagear o presidente honorário do PS/Madeira, Emanuel Jardim Fernandes, «pelo tributo, pelo trabalho, pela luta, pelo afinco e pela determinação com que participou em todos os momentos da nossa vida democrática».

Bernardo Trindade indicou que documento vai ser remetido à Comissão Nacional do PS.