A entrada no solstício de inverno no hemisfério norte é o pretexto para várias cidades exibirem este sábado filmes à medida — curtas-metragens — no ciclo de cinema “O Dia Mais Curto”.

O programa “O Dia Mais Curto” cumpre a sétima edição, é organizado pela Agência da Curta-Metragem e apresentado como “a grande festa da curta-metragem”, com uma proposta de 33 filmes, repartidos por temáticas e para todas as idades. Apesar de já terem acontecido sessões ao longo do mês de dezembro, o ciclo concentra grande parte das projeções no fim de semana, no arranque do inverno.

O objetivo do ciclo é celebrar o formato curto “nos mais variados lugares de projeção – cinemas, bibliotecas, museus, televisões, transportes públicos, entre outros — em 28 localidades”, entre as quais Almada, Elvas, Faro, Guimarães, Lisboa, Lourinhã, Madalena (Pico), Ovar, Tomar, Torres Vedras e Viseu.

Entre os 33 filmes programados, estão as produções portuguesas “Entre sombras”, de Mónica Santos e Alice Guimarães, “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias”, de Regina Pessoa, “Corrida”, de Janis Cimermanis (Letónia), e “Um homem, oito câmaras”, de Naren Wilks (Reino Unido) e “Lua azul”, de Marsha Onderstijn (Holanda).

“O Dia Mais Curto” é celebrado em simultâneo em vários países no hemisfério norte. De acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa, o solstício de inverno ocorrerá às 4h19 de domingo, dia 22, marcando o início da estação no hemisfério norte.

O programa completo pode ser consultado aqui.