A circulação no IP3 na zona de Penacova, que estava suspensa desde sábado, foi reaberta esta manhã de terça-feira, apenas no sentido Viseu-Coimbra, disse à agência Lusa fonte da GNR.

O Itinerário Principal (IP) 3 estava cortado nos dois sentidos em Penacova desde sábado, devido à queda de terra e pedras na via.

Hoje, foi reaberta a circulação no sentido Viseu-Coimbra por volta das 10h00, disse à agência Lusa fonte do Destacamento de Trânsito da GNR de Coimbra.

No sentido Coimbra-Viseu, a circulação continua interdita entre o nó de Espinheira e o nó de Miro, salientou a mesma fonte, referindo que ainda não há previsões de quando é que a circulação será retomada nesse sentido, não sendo expectável que tal aconteça ainda hoje.

Segundo fonte da GNR de Coimbra, os automobilistas podem entrar no IP3 no nó de Souselas, saindo depois em Espinheira e, passados quatro a cinco quilómetros, regressar àquela estrada, no nó de Miro.

Os efeitos do mau tempo, que se fazem sentir desde quarta-feira, já provocaram três mortos e deixaram 144 pessoas desalojadas e outras 352 deslocadas por precaução, registando-se mais de 11.600 ocorrências, na maioria inundações e quedas de árvores.

O mau tempo, provocado pela depressão Elsa, entre quarta e sexta-feira, a que se juntou no sábado a depressão Fabien, provocou também condicionamentos na circulação rodoviária e ferroviária, bem como danos na rede elétrica, afetando a distribuição de energia a milhares de pessoas, em especial no Centro.