Sterling Backus e o seu filho de 12 anos, Xander, decidiram um dia construir um Aventador SV na sua garagem. Nada de comprar separadamente peças, pois isso tornaria todo o projecto fora de preço, pelo menos no que à família Backus dizia respeito, mas sim recorrendo às novas tecnologias que tornam tudo mais acessível e barato. No caso, às impressoras 3D. Só que em vez de um boneco da Disney ou um Minion, a família decidiu produzir um Lamborghini. E logo o mais afamado da marca.

A família já possui um Chevrolet Corvette, de 2003, e decidiu usá-lo como base para a nova “bomba”. Para tal equipou o 5.7 V8 com um kit de dois turbocompressores, para incrementar a potência e o binário, o que a colocavam próxima dos valores anunciados pelo fabricante italiano. Basicamente, um superdesportivo de 750 cv que é proposto por cerca de meio milhão de dólares.

8 fotos

Pai e filho necessitaram de mais de dois anos para, paulatinamente, produzirem todas as peças da carroçaria necessárias a moldar um Aventador SV. E foi exactamente isso que chamou a atenção do fabricante de Sant’Agata Bolognese, impressionado pela qualidade da réplica. Daí que os italianos tenham decidido premiar Sterling e Xander com um novo Aventador SV, que entregaram lá em casa apenas uns dias antes do Natal, naquilo que foi uma surpresa destinada ao filho.

O Aventador SV preto que passou a estar estacionado na garagem da família Backus é um Roadster, que irá ficar na posse da família durante duas semanas. Mas com o jeito que Sterling e Xander têm para a impressão 3D, é altamente provável que os Backus passem a ter uma réplica do Aventador Roadster para juntar ao Aventador SV coupé que já possuíam antes. Além de lhes ter alegrado o Natal.