A EDP recusou esta quinta-feira responsabilidades na queda de um poste em Ucha, Barcelos, que matou um homem de 60 anos, considerando que as causas do acidente são externas à empresa.

Fonte da EDP disse à Lusa que o poste terá ficado “sem base de sustentação” devido a trabalhos que decorreriam num terreno e aos quais a empresa é “completamente alheia”. O terreno cedeu e o poste caiu, atingindo a vítima, que estaria ali a trabalhar.

O homem morreu depois de ter sido atingido por um poste que caiu na via pública, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Braga. Segundo a fonte, a vítima foi recolhida ainda com vida mas acabaria por morrer a caminho do hospital.

O alerta para a ocorrência foi registado pelas 10h44. No local, estiveram os Bombeiros Voluntários de Barcelos e uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER). A GNR tomou conta da ocorrência.