“Clara e Claire”

Um filme francês sobre os logros, os perigos e as mistificações do Facebook. Juliette Binoche interpreta Claire, uma professora universitária divorciada e mãe de dois filhos, que cria um perfil falso, Clara, para ver o que está a fazer o ex-amante que a repudiou, acabando por travar amizade virtual com um jovem colaborador deste, com o qual se envolve em jogos eróticos ao telefone e no computador, criando uma dependência correspondida pela outra parte. Realizado por Safy Nebbou a partir de um romance de Camille Laurens, “Clara e Claire” é incapaz de ultrapassar as situações feitas das histórias de identidades falsas e obsessões doentias nas redes sociais.

“Armados em Espiões”

Esta longa-metragem de animação digital realizada por Nick Bruno e Troy Quane, dois animadores com larga experiência aqui promovidos a realizadores, brinca com os filmes de espionagem em geral, e com os de James Bond em especial. Lance Sterling (voz de Will Smith) é o maior e mais eficaz super-espião do mundo, que se vê inadvertidamente transformado num pombo por Walter Beckett (voz de Tom Holland), o jovem prodígio da tecnologia encarregue dos “gadgets” que utiliza nas suas missões. Beckett tem agora que voltar a transformar  Lance num humano, enquanto este enfrenta um super-vilão que quer conquistar o mundo.

“Cats”

O realizador Tom Hooper, autor de “O Discurso do Rei”, adapta ao cinema o lendário musical de Andrew Lloyd Webber baseado no livro de poemas “nonsense” infantis de T.S. Eliot “Old Possum’s Book of Practical Cats” (1939), estreado em 1981, e que se tornou num dos mais famosos, lucrativos e longevos da história do teatro. Pesadamente dependente dos efeitos digitais, este filme tem como principais intérpretes a estreante Francesca Hayward, vinda do Royal Ballet onde é bailarina principal, Judi Dench, Idris Elba, James Corden, Sir Ian McKellen ou Taylor Swift. “Cats” foi escolhido como filme da semana pelo Observador e pode ler a crítica aqui.