Quase um milhão de pessoas visitaram Macau em apenas sete dias, entre 20 e 26 de dezembro, numa quadra festiva que compreende o aniversário da região administrativa especial chinesa e o Natal, anunciaram esta sexta-feira as autoridades.

A 20 de dezembro Macau comemorou duas décadas da transferência para a China, após mais de 400 anos sob administração portuguesa. Na mesma data, foi empossado pelo Presidente chinês, Xi Jinping, o novo Governo da região. O número total de turistas entre 20 e 26 de dezembro foi de 984.995, com as autoridades a registarem a maioria das entradas nas Portas do Cerco, no norte da península de Macau, na fronteira terrestre com a China continental.

Já na ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, inaugurada no final de outubro do ano passado, processaram-se mais de 152 mil entradas, de acordo com o Corpo de Polícia de Segurança Pública. As autoridades do território já tinham anunciado esta quinta-feira que mais de 36 milhões de pessoas visitaram Macau nos primeiros onze meses do ano, mais 12,7% face ao período homólogo do ano transato.

No final de novembro, a responsável pelo turismo de Macau admitiu que o número de visitantes pode ascender aos 40 milhões em 2019, apesar da diminuição dos turistas internacionais devido à grave crise social e política da cidade vizinha de Hong Kong. No entanto, para atingir este recorde, a capital mundial do jogo terá de receber, neste mês de dezembro, perto de 3,7 milhões de visitantes.