As buscas para encontrar um homem que desapareceu este sábado, enquanto pescava ao largo de Viana do Castelo, continuam este domingo com uma corveta e serão retomadas com mais meios na segunda-feira de manhã, disse fonte da capitania.

Contactado pela agência Lusa, o comandante da capitania de Viana do Castelo, Sameiro Matias, indicou que as buscas do homem, de 64 anos, que desapareceu no sábado quando pescava numa embarcação de recreio, está a ser feita com o auxílio da corveta “João Roby”.

À noite é mais difícil fazer as buscas com outros meios, mas serão retomados na segunda-feira, a partir das 08h00″, acrescentou o comandante, referindo-se a meios da Polícia Marítima e da Estação Salva Vidas Local.

O homem desapareceu no sábado a três milhas a oeste de Viana do Castelo e o recurso à corveta deu-se a partir das 05h00 de domingo. Por volta das 07h00, juntaram-se à operação de buscas o salva-vidas Atento e, logo de seguida, a lancha da Polícia Marítima de Viana do Castelo e ainda a lancha da Polícia Marítima de Caminha, na sua área de jurisdição.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Da parte da manhã, entre as 08h40 e as 14:h, as buscas contaram também com o apoio de um helicóptero da Força Aérea. A operação de buscas envolveu ainda o “patrulhamento de terra nas praias de Viana do Castelo”, envolvendo “mais de 70 operacionais”, acrescentou.

O alerta para o desaparecimento do sexagenário foi dado no sábado, pelas 16h10, pela mulher, após ter tentado contactar o marido para o telemóvel, mas sem sucesso. De seguida foram acionados meios de busca da Polícia Marítima, entre eles o salva-vidas Atento, e um helicóptero da Força Aérea, que chegou ao local por volta das 20h30.