O Banco de Portugal já deu autorização a que Pedro Leitão — que era “chief digital officer” do Banco Atlântico Europa — assuma a presidência da comissão executiva do Banco Montepio. A nomeação irá formalizar-se na reunião do conselho de administração do próximo dia 7 de janeiro, acrescentou o Banco Montepio em comunicado enviado esta quinta-feira à CMVM. Numa mensagem de bom ano enviada aos colaboradores, o presidente do conselho de administração, Carlos Tavares elogia o “espírito de missão” do novo presidente.

Numa carta a que o Observador teve acesso, Carlos Tavares reconhece que “2019 foi um ano difícil e desafiante para o Grupo Banco Montepio, em que iniciámos a execução do nosso plano de transformação, que nos continuará a guiar nos próximos anos”. O presidente do conselho de administração garante que “os resultados surgirão de forma proporcional à determinação que formos capazes de colocar na sua aplicação”.

Carlos Tavares reconhece que, com esta nomeação, “o ano de 2020 começa com mudanças relevantes no governo da Instituição”. “Na próxima semana, juntar-se-á a nós o Dr. Pedro Leitão, já autorizado pelo Banco de Portugal a exercer funções executivas na administração do Banco Montepio e cuja nomeação como Presidente da Comissão Executiva proporei de imediato ao Conselho de Administração. Estou certo de que as suas qualidades pessoais e profissionais e o seu espírito de missão são motivos que nos animam e dão confiança neste novo ciclo”.

2020 será um ano crucial para reforçar o nosso posicionamento no mercado e erguer os valores que nos distinguem e que fazem do Banco Montepio uma instituição sem par na banca portuguesa. Com uma equipa trabalhadora, motivada e coesa, que fale a uma voz. A voz do Grupo Banco Montepio. É este o meu desejo para 2020. Se todos o partilharmos, em 2021 estaremos a celebrar o merecido ano de viragem e a fazer, enfim, jus aos 175 anos de história desta nobre Instituição.”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Pedro Manuel Moreira Leitão entrou no Banco Atlântico Europa em agosto de 2016 — foi o principal responsável pela modernização digital do banco. Passou, também, alguns anos em Angola como chief operations & marketing officer do Banco Millennium Atlântico (antigo nome do Banco Atlântico Europa). Foi, também, partner da Deloitte durante vários anos.

Esta é uma nomeação que poderá quebrar o longo impasse na liderança do banco que é o principal ativo da associação mutualista Montepio. Até há poucas semanas, também havia um consenso entre Tomás Correia e Carlos Tavares para outro nome, Pedro Alves, mas chegou ao Banco de Portugal informação que fez com que o supervisor desse a indicação de que esse nome não passaria na avaliação de idoneidade para aquele cargo. Essa informação foi, também, noticiada pelo Observador, no dia 31 de outubro.

“Cosmética” de contas no Montepio e prémios para mascarar créditos. O relatório que trama Pedro Alves, nomeado presidente do banco