De Penedono, em Viseu, a Torre de Moncorvo no distrito de Bragança são cerca de 60 quilómetros. Quatro séculos depois de escrito em Penedono, um livro de Atas de Vereação com “240 páginas manuscritas”, foi apreendido em Torre de Moncorvo.

O documento foi recuperado depois de o atual possuidor ter colocado o livro à venda através da internet e do Arquivo Distrital de Viseu e pela Câmara Municipal de Penedono terem dado o alerta às autoridades.

A Polícia Judiciária recuperou o documento, relativo ao período compreendido entre 1657 e 1662, de acordo com um comunicado divulgado nesta quinta-feira, mas não são ainda claras as circunstâncias em que o documento foi “desencaminhado do acervo do Município de Penedono”.

Ainda que o valor do documento agora recuperado seja “indeterminado”, a Polícia Judiciária reconhece que se trata de um “importante documento” e irá agora desenvolver as “competentes perícias forenses e determinação de autenticidade”.