No que respeita aos motores a gasóleo potentes, a unidade da BMW que equipa as versões 50d da Série 5 e 7, além dos X5, X6 e X7, figura entre os melhores que actualmente são propostos. Com apenas 3 litros de capacidade, distribuídos por seis cilindros em linha, esta motorização impõe-se por estar equipada com quatro turbocompressores, que lhe fornecem ar em abundância.

Na realidade, o seis cilindros quadriturbo alemão recorre a um sistema de sobrealimentação de duplo estágio, com duas turbinas de baixa pressão a trabalhar em conjunto com outras tantas de alta pressão. As primeiras, com pouca inércia e resposta pronta, asseguram suavidade e progressividade a baixo regime, para depois os turbos de maior dimensão fornecerem maior pressão a alto regime, extraindo assim mais potência absoluta. Com isto a BMW conseguiu substituir os antigos V8 turbodiesel, com a vantagem de ter praticamente a mesma potência e binário, numa unidade mais pequena, mais leve, mais barata e… melhor nos consumos.

A condenação deste motor diesel com quatro turbos deve-se, de acordo com as declarações de um responsável pela BMW à publicação alemã Auto Motor und Sport, “a questões políticas, sociais e das condições do mercado europeu”, dado que o volume de vendas das versões 50d tem vindo a perder significado dentro das respectivas gamas. E a razão para esta morte anunciada não pode ter a ver com as emissões de CO2, pois apesar de fornecer 400 cv, o 750d anuncia um consumo de 7,1 litros e 186 g de CO2/km, contra 10,6 l/100km e 241g de CO2/km do 750i, com motor V8 a gasolina com 530 cv que, curiosamente, tem menos força (750 contra 760 Nm) do que a versão a gasóleo.

A BMW afirma que o 3.0 seis cilindros em linha quadriturbo sai do mercado europeu na segunda metade de 2020, mas irá continuar a ser produzido especificamente para alguns países fora do Velho Continente. Na Europa vão manter-se apenas os diesel de quatro cilindros, com o 50d a sair em 2020 na produção do Série 7, para na Série 5 isso acontecer apenas em 2021, quando surgir uma nova geração.