As autoridades indonésias elevaram para 53 o número de mortos na sequência das inundações que atingiram a área metropolitana de Jacarta e o oeste da ilha de Java, onde dezenas de milhares de pessoas continuam desalojadas.

Um anterior balanço indicava 43 mortos.

As últimas dez vítimas foram localizadas em Bogor e Lembak, na periferia da capital, Jacarta, indicou a Agência Nacional de Gestão de Desastres, no mais recente comunicado.

Mais de 170 mil pessoas continuam em abrigos temporários na área metropolitana de Jacarta, onde vivem 30 milhões de pessoas.

Noutras zonas, o recuo das águas expôs ruas cheias de escombros e veículos empilhados, segundo imagens divulgadas nas redes sociais.

Muitas das vítimas morreram na sequência de deslizamentos de terra causados pelas intensas chuvas dos últimos dias, que levaram ao transbordo de vários rios que atravessam a capital.

Inundações e deslizamentos de terra afetam a Indonésia todos os anos durante a estação chuvosa, entre dezembro e fevereiro.

Há alguns meses, o Presidente da Indonésia, Joko Widodo, anunciou ter escolhido uma zona no leste da ilha de Bornéu para a capital política do país e sair de Jacarta, uma cidade sobrelotada e ameaçada pela subida das águas.