Pelo menos uma pessoa morreu e várias ficaram feridas na sequência do sismo de magnitude 6,4 na escala de Richter que atingiu esta terça-feira o sul de Porto Rico, tendo o governo declarado o estado de emergência.

Segundo o jornal El Nuevo Dia, um homem de 73 anos morreu na cidade de Ponce quando uma parede desabou sobre ele enquanto dormia. Na mesma cidade, em Ponce, oito pessoas também ficaram feridas, indicou a presidente da Câmara Municipal, Mayita Meléndez, à televisão local WAPA.

O sismo atingiu a costa sul da ilha às 4h24 locais (8h24 em Lisboa), de acordo com o Serviço Geológico dos EUA (USGS) que revisou a magnitude de 6,6 para 6,4 na escala de Richter.

Mais um sismo em Porto Rico, depois do que destruiu a “Janela do Pacífico”

Face aos danos provocados e a crise sísmica que abala aquele território há vários dias, a governadora de Porto Rico, Wanda Vázquez, declarou o estado de emergência.

A chefe do Executivo mobilizou a Guarda Nacional, órgão paramilitar dos EUA, para dar resposta aos danos provocados pelo sismo, como o desmoronamento de estruturas, o colapso de todo o sistema elétrico e a morte de uma pessoa.

As cidades de Guayanilla, Yauco, Guanica e Ponce, no sul de Porto Rico, são as mais afetadas, de acordo com os órgãos de comunicação locais.

Segundo avançou o diretor executivo da Autoridade da Energia Elétrica, José Ortiz, a empresa estatal que gere o serviço de eletricidade no território, toda a ilha está sem energia.

Na segunda-feira, o território foi abalado por um outro sismo, de magnitude 5,7, que destruiu cinco casas na cidade costeira de Guanica, no sudoeste, e danificou dezenas de outras.

Sismo de magnitude 5,7 atinge o sul de Porto Rico