O holandês Max Verstappen, o mais jovem piloto a vencer um Grande Prémio de Fórmula 1, em 2016, em Espanha, continuará ligado à Red Bull até ao final da época de 2023, anunciaram esta terça-feira piloto e escuderia.

“A chegada da Honda (como motor da Red Bull em 2019) e o progresso que temos tido nestes últimos 12 meses, dão ainda mais motivação e convicção de que podemos ganhar”, disse o piloto, de 22 anos, em comunicado.

Verstappen, que obteve o seu melhor resultado no Mundial de pilotos em 2019, ao ser terceiro, depois do quarto lugar em 2018, do sexto em 2017, do quinto em 2016 e do 12.º em 2015, disse que o objetivo continua a ser o de ganhar na Red Bull.

“Quero ganhar com a Red Bull e o nosso objetivo é claro, de querermos lutar por um título mundial”, acrescentou o piloto. No último Mundial, em que o britânico Lewis Hamilton conquistou o terceiro título consecutivo, Verstappen venceu na Áustria, na Alemanha e no Brasil.