O norte-americano Ricky Brabec (Honda) venceu esta sexta-feira a sexta de 12 etapas da 42.ª edição do Rali Dakar de todo-o-terreno. Brabec é líder da classificação das motas com mais de 20 minutos de vantagem.

O piloto da equipa orientada pelo português Ruben Faria gastou 4:36.28 horas para cumprir os 477 quilómetros da especial entre Hail e Riade, deixando o espanhol Joan Barreda (Honda), segundo, a 1.34 minutos. O austríaco Mathias Walkner (KTM) foi terceiro, a 2.45.

O português Paulo Gonçalves foi dos primeiros a terminar a etapa, que tinha um total de 830 quilómetros e antecede o dia de descanso, finalizando na oitava posição, a 8.16 minutos. Pelo caminho ficou o companheiro de equipa Sebastian Bühler (Hero), radicado em Portugal, com o motor partido.

Brabec aproveitou um problema sofrido pelo australiano Toby Price (KTM) nos derradeiros quilómetros da etapa, que custou 16 minutos ao vencedor de 2019, para cimentar a sua liderança na classificação das duas rodas. O piloto da Honda chega à segunda semana de prova com 20.56 minutos de vantagem sobre o chileno Pablo Quintanilla (Husqvarna), segundo colocado, e 25.39 face a Price, terceiro.

Quem também ficou parado na especial, foi o argentino Kevin Benavides (Honda), que partiu para esta etapa nos lugares do pódio.

No sábado, os pilotos desfrutam de um dia de descanso, retomando no domingo, com a mais longa especial da prova, entre Riade e Wadir Al Dawasir, com 546 quilómetros cronometrados de um total de 741.