Dois homens morreram este domingo junto à Boca do Inferno, em Cascais, ao serem arrastados por uma onda enquanto pescavam. Como avançou o comandante Rui Terra à SIC Notícias, os corpos já foram resgatados.

De acordo com o porta-voz, o Centro Coordenador de Busca e Salvamentos Marítimos, recebeu o alerta para a queda de duas pessoas na Boca do Inferno, cerca das 13h45.

Chegadas ao local, as autoridades falaram com testemunhas que relataram que “dois homens encontravam-se a pescar na base da arriba quando foram apanhados por uma onda, estando dados como desaparecidos desde então”, explicou Pereira da Fonseca pouco depois das 15h00.

Segundo o comandante, “trata-se de uma zona com forte rebentação”, pelo que as buscas se tornaram “difíceis dentro de água”, apesar de uma moto de água ter estado mais próximo do local do acidente.

Às autoridade presentes no local – bombeiros voluntários de Cascais, salva-vidas da Marinha e patrulha de terra – juntaram-se reforços, nomeadamente um semirrígido da Polícia Marítima, o navio patrulha Sines (que se encontra a navegar para o local).

De acordo com o comandante, foi ainda acionado um pedido à Força Aérea para um helicóptero ajudar nas buscas.

Não se sabe ainda qual a nacionalidade das vítimas. As autoridades presumem que eram irmãos e que não são portugueses. A Polícia Marítima acredita que um dos homens terá caído, tendo ficado sem vida, e o segundo, ao tentar recuperar o corpo, terá também morrido.