A Síria acusa Israel de ter atacado uma base aérea militar perto de Homs, na noite desta terça-feira. Segundo a agência de notícias pública, SANA (Agência Árabe Síria de Notícias), os mísseis foram disparados por aeronaves e causaram apenas danos materiais à base T-4, que se acredita ser usadas por forças iranianas e pelas milícias xiitas aliadas.

“Quatro mísseis atingiram a área atingida e houve apenas perdas materiais ”, disse a agência de notícias, citando uma fonte militar. A mesma fonte refere que a aeronave veio da região de al-Tanf, a leste da Síria. As forças de defesa sírias atuaram de imediato e derrubaram os mísseis.

Ainda não houve qualquer comentário das forças israelitas. Mas o ataque surge numa altura de alta tensão naquela região depois da morte do general iraniano Qassem Soleimani, vítima de uma ataque de um drone dos EUA no início do mês. Soleimani era visto como o arquiteto do projeto do Irão para conquistar uma posição na Síria, que Israel, por seu turno, vê como uma ameaça.

Dias depois da sua morte, um avião ucraniano que deslocava de Teerão com 176 pessoas a bordo foi também abatido com dois mísseis. O Irão acabaria por assumir que o fez por engano, pensando ser um ataque dos EUA.

Irão admite ter abatido por engano avião ucraniano

A  Síria tem acusado Israel de realizar vários ataques na base T-4, denominada Tiyas, localizada entre as cidades de Homs e Palmyra, nos últimos tempos.

Ataque no Iraque contra base usada pelos americanos

Também no Iraque, esta terça-feira, houve registo de um ataque com mísseis contra a base militar de Camp Taji, no norte de Bagdad segundo as forças armadas do Iraque citadas pela Reuters. Não houve vítimas a registar. Até agora ainda ninguém reivindicou o ataque mas no local existem força norte-americanas.

O ataque ocorreu, mais uma vez, no meio da tensão entre os Estados Unidos e o Irão após a morte do general Soleimani e dois dias depois de uma base aérea com tropas norte-americanas, na cidade de Balad, a 80 km norte de Bagdad, ter sido também atacada.

Oito rockets atingem base no Iraque que tinha tropas norte-americanas