A Avenida de Dom Carlos I, uma das marginais do Porto, está cortada ao trânsito desde as 11h devido às previsões de forte agitação marítima e agravamento das condições meteorológicas, anunciou esta quinta-feira a Câmara do Porto.

“Com as informações do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) e da Proteção Civil Municipal a darem conta de fortes probabilidades de condições adversas ainda mais fortes, as recomendações difundidas ontem [quarta-feira] à noite são agora acrescidas do agravamento do nível de aviso sobre a agitação marítima e da medida de precaução, com o corte de circulação na Avenida de Dom Carlos I a partir das 11h”, refere o município, através de uma nota na sua página oficial da Internet.

De acordo com a mesma nota, aquela artéria na marginal, junto ao Passeio Alegre, manter-se-á fechada ao trânsito durante o dia, podendo ser, contudo, reaberta ainda hoje [quinta-feira], “quando as condições de segurança o permitirem”. A Avenida Gustavo Eiffel, a marginal do rio Douro,  será também cortada ao trânsito a partir das 14h, entre as pontes Luís I e Freixo, devido a uma precipitação acumulada esperada de entre 30 a 40 milímetros por metro quadrado.

Na quarta-feira, aquela artéria na marginal ribeirinha da cidade esteve encerrada ao trânsito entre as 6h e as 13h, devido a uma derrocada provocada pelo ao mau tempo que ocorreu na zona das Fontainhas.

“Por causa do mau tempo, o IPMA emitiu aviso laranja para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto e Aveiro devido à agitação marítima, prevendo-se ondas de sudoeste com 5 a 5,5 metros, podendo atingir 9 metros de altura máxima”, disse fonte do IPMA. Este aviso laranja vai estar em vigor entre as 12h e as 18h.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) alertou na quarta-feira à noite para o agravamento das condições meteorológicas na tarde desta quinta-feira, em particular nos distritos de Viana do Castelo, Vila Real, Braga e Porto.

De acordo com o comunicado emitido pela ANEPC, para quinta-feira estão previstos períodos de chuva, que poderá ser “forte a partir do fim da manhã” na região norte. As autoridades preveem agitação marítima em toda a costa, que se poderá manter até ao final do dia. A ANEPC recomendou que seja dada “especial atenção às zonas historicamente identificadas como vulneráveis a inundações”, uma vez que poderá haver acumulação de água da chuva nas bacias hidrográficas de Lima, Cávado e margem norte do Douro.

Em declarações à TVI24, o comandante da Capitania do Porto garantiu que este tipo de situação é normal durante o inverno e que não é causa para alarmismo. Recomendou, no entanto, “prudência e bom senso”, declarando que todas as atividades marítimas devem ser evitadas.

O caudal do rio Douro está a ser monitorizado e não se prevê que transborde