Recorrendo à mesma plataforma do Volkswagen Golf, o novo Leon vai ser apresentado a 28 de Janeiro, mas vai deixando transparecer, aos poucos, alguns dos seus segredos. Depois do farol, de uma parte do habitáculo e da assinatura luminosa traseira, a Seat mostra agora os farolins posteriores e o lettering do Leon.

Disponível apenas com carroçaria de cinco portas, como também acontece com o Golf, desconhece-se ainda se o futuro Leon continuará a oferecer uma versão carrinha, até aqui muito popular, mas uma fórmula cada menos utilizada pelos fabricantes, a maioria a aderir cada vez mais à moda dos SUV.

A nova solução estética encontrada para a traseira é uma evolução da utilizada no Tarraco, o novo topo de gama da Seat de que o Leon deverá herdar igualmente a grelha e os faróis. No painel traseiro existirá um elemento transversal a ligar ambos os farolins mas, ao contrário do SUV de sete lugares, o Leon exibe o nome do modelo em baixo, ao centro da tampa da mala, em vez de em posição lateral e com outro lettering, como acontecia até aqui.

Sabe-se ainda que este novo Leon servirá como base para versões da Cupra, a marca desportiva da Seat, prevendo-se também que ofereça variantes híbridas plug-in, como complemento às que recorrem exclusivamente a motores de combustão, sejam eles a gasolina ou a gasóleo. O PHEV montará a mesma solução do novo Volkswagen Golf, ou seja, dois níveis de potência, sempre a ter como base o já conhecido motor 1.4 sobrealimentado com ciclo Miller, que sempre motorizou os PHEV do Grupo Volkswagen.