A Câmara de Ílhavo aprovou a adjudicação de uma empreitada de cerca de meio milhão de euros para reparação e beneficiação do Navio Museu Santo André, que funciona como polo museológico do Museu Marítimo de Ílhavo.

A primeira fase da reabilitação do Navio Museu, com um prazo de execução de três meses, tem como objetivo “garantir a sua manutenção, requalificação e melhoria das condições de segurança para as visitas”, explica a câmara em comunicado.

A intervenção incidirá sobre a reabilitação da estrutura do navio, como os porões, áreas de alojamento, parque do guincho de pesca, casa das máquinas, balaustrada exterior, convés, mastros e ponte, para além da pintura total, reboque da embarcação e colocação em doca, bem como a renovação de toda a componente elétrica e sistemas do navio.

Este processo é parte integrante de uma requalificação mais alargada do Navio Museu que prevê, numa fase posterior, a recriação da identidade museológica, tirando partido de novos meios de exibição expositiva”, salienta a autarquia.

De acordo com a nota de imprensa da câmara, o objetivo é “revitalizar a identidade do Navio Museu Santo André, com foco na “’user experience’” dos visitantes, criando uma experiência sensorial que remete para o passado e aproxima as pessoas às memórias das aventuras dos pescadores na Faina Maior, incluindo processos de acessibilidade inclusiva”.

A Câmara Municipal de Ílhavo informa ainda que, por esse motivo, a partir do dia 17 de fevereiro, estarão suspensas as visitas ao Navio-Museu Santo André, até à conclusão dos trabalhos agora adjudicados.