A Imprensa Nacional – Casa da Moeda (INCM)vai publicar, em dois volumes, o teatro completo de Natália Correia. Esta é uma das novidades do plano editorial para 2020, apresentado na sexta-feira à tarde na Biblioteca da Imprensa Nacional, em Lisboa.

Neste novo ano, a editora dará forte destaque à poesia, com a publicação de Guardar a Cidade e Os Livros Porventura, de António Cícero, O Último Poeta Romano, de Paulo Teixeira, e Toda a Poesia, de Paulo Leminski, no âmbito da coleção “Plural”, e de Poesia, de Sá de Miranda, na “Clássicos”. Um volume de poemas de Alberto Caeiro, numa edição de Ivo Castro, será também editada no decorrer de 2020, assim como as obras poéticas de Salette Tavares e Natércia Freire. Os 100 anos de Freire foram assinalados no ano passado com uma exposição na Biblioteca Nacional de Portugal (BNP). Por essa altura, a poetisa e jornalista foi agraciada pelo Presidente da República, a título póstumo, com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.

A coleção das obras completas de Vitorino Nemésio terá outros três novos volumes, Varanda de Pilatos. A Casa Fechada, Poesia (1950-1959) e A Mocidade de Herculano. Isabel de Aragão, Rainha Santa. Frei Luís de Sousa, de Almeida Garrett, terá uma edição crítica, assim como Eusébio Macário e A Corja, de Camilo Castelo Branco, que sairão num só volume. Philidor e A Relíquia serão lançados no âmbito da coleção de edição crítica de Eça de Queirós. No que diz respeito a dicionários, a INCM vai lançar um dedicado a Manuel Maria Barbosa du Bocage, da responsabilidade do investigador Daniel Pires. Uma parceria com a Imprensa Oficial do Estado de São Paulo vai permitir a publicação, em 2020, de um outro dicionário sobre Machado de Assis.

Uma outra novidade é a reedição de Confissões de Santo Agostinho (em versão bilingue, português/latim), uma obra fundamental da literatura ocidental que é apontada por muitos como a primeira autobiografia da história. A coleção “Itália” vai receber dois novos livros, Teatro de Pirandello, volume coordenado por Jorge Silva Melo que terá alguns inéditos em língua portuguesa, Vida de Um Homem, a poesia completa de Giuseppe Ungaretti traduzida por Vasco Gato.

Relativamente ao ensaio, sairão A Enxada e a Lança, de Alberto da Costa e Silva, Viagens com um Mapa em Branco, de Juan Gabriel Vásquez, e Teologia e Poesia em Carlos Drummond de Andrade, de Alex Villas Boas.