O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Irão anunciou esta segunda-feira que não vai enviar uma delegação diplomática ao Fórum Económico Mundial de Davos, cancelando os planos previstos anteriormente.

A cimeira de Davos, Suíça, ocorre numa altura em que as tensões se agravaram com os Estados Unidos devido à morte do general Qassem Soleimani, em Bagdade, e pouco depois do derrube do avião comercial ucraniano em Teerão, atingido por um míssil, de forma “acidental”.

O chefe da diplomacia iraniana, Mohamd Javad Zarif, foi convidado a participar na conferência.

A agência de notícias do Irão que cita o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Abbas Mousavi, refere que os planos “foram alterados” e que Javad Zarif cancelou a viagem.