O vento forte, que se fez sentir esta segunda-feira, associado à depressão Glória, provocaram danos na rede elétrica, numa primeira fase nos distritos de Castelo Branco e da Guarda e, posteriormente, em Coimbra e Viseu, levando à interrupção do fornecimento de energia, divulgou o Gabinete de Comunicação da EDP Distribuição.

No mesmo comunicado, os municípios de Castro de Aire, Pampilhosa da Serra e Mangualde são apontados como os mais afetados, com 28 linhas de Média Tensão interrompidas, maioritariamente devido à queda de árvores.

Face à situação provocada pelas condições meteorológicas, a EDP ativou o seu Plano Operacional de Atuação em Crise, “mobilizando 150 operacionais, apoiados por 100 viaturas, para a resolução de todas as avarias e consequente reposição do fornecimento de energia elétrica.”, adiantou a EDP Distribuição.

Os trabalhos de consolidação vão continuar, mas está previsto que a generalidade das situações normalizem até ao final desta segunda-feira. Os casos mais críticos podem recorrer a um dos 25 geradores instalados pela empresa de eletricidade.