O Captur é líder de vendas entre os SUV do segmento B em Portugal e dentro da gama da marca francesa perde apenas para o sempre popular Clio. Agora inicializou a comercialização da segunda geração, que se apresenta maior, por dentro e por fora, além de mais bem equipado, com um comportamento mais eficaz e motorizações mais adaptadas ao nosso mercado, a partir de 19.990€.

aqui lhe dissemos tudo sobre o novo modelo francês, bem como o que pode esperar de um veículo que recebeu cinco estrelas nos crash-tests do EuroNCAP em todas as versões, a pontuação máxima. Apesar de não ter uma só peça em comum com a carroçaria da anterior geração, a verdade é que o Captur é uma evolução por fora face ao modelo que substitui, mas uma revolução por dentro, herdando o tablier que já conhecíamos no Clio, com um grande ecrã digital central vertical. Digital é igualmente o painel de instrumentos.

Captur evolui (muito). Híbrido e PHEV em breve

A gama nacional do Captur começa por propor uma versão especial, denominada Edition One, de que vão apenas ser fabricadas 50 unidades. A base é o motor TCe de 100 cv a gasolina, na versão de equipamento Exclusive, proposta por 19.200€. Entre as restantes versões, destaque para as locomovidas por motorizações a gasolina, de longe as mais acessíveis. A oferta começa com o motor 1.0 TCe de 100 cv, com o nível de equipamento Zen, o mais simples, à venda por 19.990€.

Também a gasolina surge ainda o motor 1.3 TCe de 130 cv e 155 cv, o primeiro a ser proposto por 24.290€ com o equipamento Exclusive, para a versão mais possante exigir 26.190€, com os mesmos acabamentos.

A oferta a gasóleo também está presente na fase de arranque, sendo o motor mais acessível o 1.5 Blue dCi com 95 cv e especificações Zen, por 24.490€. Os mais exigentes podem sempre optar pela versão mais potente desta unidade motriz, o 1.5 Blue dCi de 115 cv, por 27.190€, valor que compensa ao avançar com o equipamento correspondente à versão Exclusive. Pode consultar todos os preços, incluindo opcionais, aqui.