O homem de 40 anos que na quarta-feira desobedeceu a ordens de paragem e fugiu à PSP, que o perseguia, por circular em contramão no centro Viana do Castelo, foi identificado e constituído arguido, informou esta quinta-feira aquela força policial.

Em comunicado enviado à imprensa, o Comando Distrital da PSP de Viana do Castelo adiantou que o homem, residente na União de Freguesias de Cardielos e Serreleis, em Viana do Castelo, ficou sujeito a Termo de Identidade e Residência, tendo sido apreendida a viatura que conduzia.

Na quarta-feira, um agente daquela força policial ficou ferido e teve de receber tratamento hospitalar, na sequência da perseguição ao homem agora constituído arguido, numa operação que danificou quatro veículos, entre eles, uma viatura da PSP.

A perseguição policial ocorreu cerca das 15h30, após um alerta de que uma viatura estaria a circular, em contramão, na Estrada da Papanata, no centro da cidade de Viana do Castelo, “constituindo um perigo para os restantes condutores e peões”.

Na altura, uma nota da PSP indicava que o condutor da viatura “não obedeceu à ordem de paragem e, após ser advertido várias vezes, na Estrada Nacional (EN) 302, na Meadela, embateu numa viatura policial e noutras três viaturas que se encontravam estacionadas“.

“O agente policial sofreu ferimentos ligeiros, mas, por precaução foi transportado ao hospital para receber tratamento médico. O carro policial sofreu danos significativos”, adiantou, na altura à Lusa, o segundo comandante Raul Curva.