O município de Pinhel, no distrito da Guarda, vai comemorar os 250 anos da elevação de Pinhel a cidade com uma programação muito diversa e de qualidade, a realizar ao longo do ano, foi esta quinta-feira anunciado.

[2020] é um ano muito importante para a nossa cidade e para o nosso concelho”, disse esta quinta-feira o presidente da autarquia de Pinhel, Rui Ventura, na conferência de imprensa de apresentação do programa comemorativo dos 250 anos da elevação de Pinhel à categoria de cidade (agosto de 1770) e do projeto “Pinhel – Cidade do Vinho 2020”.

Segundo o autarca, a programação delineada pelo município é “muito diversa, mas de qualidade e abrangente“. Os 250 anos da elevação de Pinhel a cidade vão ser comemorados com momentos de música clássica, uma maratona de orquestra de bolso, uma homenagem à fadista Amália Rodrigues, espetáculos de teatro, de música e de artes cénicas, entre outras iniciativas. O município de Pinhel também vai proceder ao lançamento de várias publicações como uma antologia poética dos autores locais e uma obra sobre as “Artes Vindouras de Pinhel”, e realizar jogos florais.

A 25.ª Feira das Tradições e Atividades Económicas de Pinhel, a realizar entre 21 e 23 de fevereiro, também será dedicada à temática dos 250 anos da cidade (“250 anos de História, 25 anos de Emoções”), anunciou Rui Ventura.

A Paróquia de Pinhel também se associa às comemorações, que coincidem com a criação dos 250 anos da diocese local, que não existe em termos religiosos, mas possui um bispo titular. O padre Jorge Castela, presente no encontro com os jornalistas, adiantou que ao longo do ano a paróquia realizará jornadas de estudo e pastorais, concertos de música de inspiração cristã, entre outras iniciativas.

Quanto à programação a realizar este ano pela autarquia no âmbito da ação “Pinhel – Cidade do Vinho 2020”, o presidente da Câmara destacou as galas de abertura e de encerramento, e iniciativas de divulgação dos vinhos locais e da Beira Interior, não só em Pinhel, como também no país e no estrangeiro. Uma das iniciativas para promover os vinhos locais inclui o lançamento de 3.000 garrafas do vinho “250 da Cidade de Pinhel”, adquiridas à adega cooperativa local, que serão oferecidas aos participantes em iniciativas e vendidas no Posto de Turismo de Pinhel, de acordo com Rui Ventura. Ao longo de todo o ano, será também realizada a atividade “Alegria Engarrafada”, que consiste na divulgação e comercialização dos vinhos de Pinhel em várias cidades do país.

Com a iniciativa “Cidade do Vinho 2020”, aquele município do distrito da Guarda pretende “valorizar o trabalho” dos agricultores do concelho que “contribuem para a geração de riqueza” e também valorizar a região vitivinícola da Beira Interior, onde o território se insere.