A Câmara de Gondomar conta passar “até meio do verão” de nove agentes de Polícia Municipal para 38, de forma a assegurar, entre outros aspetos, 24 horas de serviço desta força policial, indicou esta sexta-feira o autarca local.

Estamos na fase de revisão do concurso que foi lançado para mais 29 agentes da Polícia Municipal. A ideia é triplicar o número de forma a melhorar em muito a vigilância e atividades desta força policial no concelho”, indicou Marco Martins em declarações à agência Lusa.

Atualmente em Gondomar, no distrito do Porto, existem nove agentes e o objetivo é passar a 38. Os novos agentes deverão estar em funções “até meio do verão”, acrescentou o presidente da Câmara de Gondomar.

Marco Martins estima que este concelho passe a gastar cerca de 450 mil euros por ano em salários e fardamento com a Polícia Municipal.

Em primeiro lugar, com a entrada de novos agentes conseguiremos assegurar 24 horas de serviço. O objetivo também é garantir apoio a outras áreas como a Proteção Civil, entre outras. Somam-se os eventos como desportivos ou procissões por exemplo”, explicou Marco Martins.

O concelho de Gondomar também aceitou a transferência de competências na área do estacionamento, sendo que, de acordo com o autarca, “cabe à Polícia Municipal fiscalizar essa área”.