O famoso ‘hexa’ centrista está com João Almeida na corrida à liderança, confirmou ao Observador fonte da candidatura. Os seis presidentes de câmara do CDS (Luís Silveira, de Velas, Victor Mendes, de Ponte Lima, António Loureiro, de Albergaria-a-Velha, José Pinheiro, de Vale de Cambra, Dinarte Fernandes, de Santana, e Duarte Novo, de Oliveira do Bairro) apoiam assim o único candidato à liderança do CDS que é deputado.

O facto de os autarcas apoiarem João Almeida tem um significado político, uma vez que o CDS tem seis autarcas na sequência de umas autárquicas que correram particularmente bem ao partido. Subiu de cinco (o “penta” de Portas) para seis câmaras (o “hexa” de Cristas). As autárquicas foram o melhor resultado da anterior direção, que teve maus resultados em europeias e legislativas e estes autarcas são o rosto desse sucesso.

Luís Silveira explicou, em declarações ao Observador, que apoia o antigo líder da Juventude Popular por o CDS estar “num momento difícil e decisivo” para o qual “João Almeida é o candidato mais bem preparado”. A prova disso, diz o presidente da autarquia açoriana de Velas, é a forma como “exerceu as funções de secretário-geral, de deputado e de secretário de Estado“.

O autarca nega que João Almeida seja um candidato da continuidade e diz que o facto de o colarem a Cristas não significa que “não possa prosperar” na liderança centrista. Além disso, Luís Silveira afirma que João Almeida não esteve só na direção de Cristas e também “acompanhou [Paulo] Portas, que teve os maiores resultados de sempre do CDS, com o maior grupo parlamentar“.