O treinador Pepa disse este sábado que o Paços de Ferreira vai ter de ser “quase perfeito” se quiser pontuar frente ao Benfica, num “jogo muito difícil” da 18.ª jornada da I Liga de futebol, no domingo. “É um jogo muito difícil, um jogo que temos de desfrutar. Temos de olhar para nós e roçar a perfeição, ser quase perfeitos em todos os momentos. Neste tipo de jogos, é muito importante ter critério na primeira fase”, disse Pepa, em conferência de imprensa.

O técnico pacense fez questão de dizer que “não há equipas imbatíveis” e que olha para todos os jogos com a ambição de somar pontos, mas reconheceu neste Benfica, sem perder fora para o campeonato há mais de um ano (a última derrota, por 2-0, aconteceu em Portimão a 02 de janeiro de 2019, no último jogo de Rui Vitória como treinador), “uma equipa muito forte”.

“A equipa está em primeiro, foi campeã e amanhã [domingo] vai ter um miniestádio da Luz, mas atrás de nós, pelo menos atrás do nosso banco, estão os nossos e é a eles que nos vamos agarrar. Temos de ter discernimento, alegria nas pernas e muita cabeça, Acredito seriamente que podemos fazer um bom jogo”, referiu. Apesar de todas as dificuldades, Pepa disse que o Paços também tem de pensar em marcar ao Benfica, o mesmo adversário que na primeira volta venceu por goleada (5-0), mas insistiu na importância de a equipa ter um bom critério.

“O Benfica está muito forte e pode acontecer a qualquer equipa, num jogo, perder por quatro, cinco ou seis, mas ninguém me vai ouvir dizer que este jogo não é do nosso campeonato. É e vamos querer os três pontos, como em todos os jogos, ou um se não conseguirmos vencer. Acima de tudo temos de ter muito critério a sair, qualidade com bola, porque não ter bola é que castiga as equipas”, concluiu.

O Paços de Ferreira é 15.º classificado, com 16 pontos, e vai defrontar o líder Benfica, com 48, no estádio Capital do Móvel, a partir das 17:30 de domingo, em jogo da I Liga.