A primeira Assembleia recém-eleita do Livre irá reunir-se na quinta-feira “com caráter extraordinário e urgente” para, entre outros, dar seguimento ao processo de retirada de confiança a Joacine Katar Moreira, que tudo indica, será inevitável.

Inicialmente a indicação seria que a reunião teria lugar na noite desta segunda-feira, mas o Observador sabe que foi adiada para a próxima quinta-feira por “razões processuais” no ponto que implica a decisão sobre manter ou retirar a confiança política à deputada única do partido.

O direito de resposta publicado por Joacine Katar Moreira durante o Congresso, composto por 12 páginas, será um dos elementos que os novos membros da Assembleia terão em consideração na continuação do processo que transita da anterior Assembleia do partido.

Na convocatória para a Assembleia pode ler-se que “do requerimento por maioria de membros será solicitado parecer sobre o carácter reservado da reunião ao Conselho de Jurisdição”. À semelhança do que aconteceu com outras Assembleias tudo indica que o parecer do Conselho de Jurisdição irá no sentido de manter o carácter reservado da reunião, que deverá depois ser ratificado pelos membros da Assembleia no início da reunião de quinta-feira.