435kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Regina Duarte partilha vídeo contra "marxismo cultural"

Este artigo tem mais de 2 anos

A atriz Regina Duarte, que deverá assumir a Secretaria Especial da Cultura no Brasil ainda esta semana, partilhou um vídeo no qual Adrilles Jorge critica o "marxismo cultural" num programa de rádio.

"Quem é esse cara!? Que depoimento bacana, profundo, super real", escreveu a atriz na sua conta do Instagram
i

"Quem é esse cara!? Que depoimento bacana, profundo, super real", escreveu a atriz na sua conta do Instagram

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

"Quem é esse cara!? Que depoimento bacana, profundo, super real", escreveu a atriz na sua conta do Instagram

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A atriz Regina Duarte, que esteve em Brasília para “um período de testes” e deverá assumir a Secretaria Especial da Cultura do Brasil ainda esta semana, partilhou na sua conta de Instagram, no domingo, um vídeo contra o “marxismo cultural”.

O vídeo mostra Adrilles Jorge, um ex-concorrente do “Big Brother Brasil” (BBB), a criticar o que considera ser um movimento de esquerda. “O que é que o marxismo cultural faz? Coloca negros contra brancos, mulheres contra homens, homossexuais contra heterossexuais”, afirma Adrilles.

Na publicação, a atriz escreveu: “Quem é esse cara!? Que depoimento bacana, profundo, super real”.

Segundo o Folha de S. Paulo, a publicação apenas mostra uma parte do programa “Joven Pan Morning Show”, deixando de fora a parte na qual o apresentador Guga Noblat, contesta o que é dito pelo ex-concorrente do BBB, afirmando que o termo foi criado por uma “teoria conspiratória que ninguém leva a sério”. Ao que Adrilles Jorge responde: “Só existe isso no mundo hoje, pessoas que se colocam no lugar de vítimas para massacrar as outras”.

Para Jorge, “toda a indústria mediática, a indústria da arte no Brasil, é povoada por esquerdistas fanáticos”, mas Guga Noblat apressou-se a relembrar que Regina Duarte “vai entrar na secretaria que tem a maior carga ideológica do momento”, escreve o jornal brasileiro.

Adrilles Jorge aproveitou ainda para elogiar o programa de incentivo de Roberto Alvim, antes de ter sido demitido por copiar frases de Joseph Goebbels. “O projeto do nazistão era bom”, afirmou.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.