Está marcada para 28 de Janeiro, às 18h00, a apresentação mundial do novo Leon, o best-seller da Seat, evento onde o Observador marca presença e que pode acompanhar aqui em directo.

A marca espanhola do Grupo Volkswagen tem vindo a revelar alguns teasers do modelo, o que nos permite antecipar que a assinatura luminosa em LED será uma das características mais distintivas do compacto, como parte de uma linguagem estilística mais ousada e, espera-se, virada para uma imagem mais desportiva. O que não impede, contudo, que o futuro Leon seja mais amigo do ambiente. Pelo contrário, sendo este um dos modelos de maior sucesso comercial da Seat – em Espanha, por exemplo, é um dos mais vendidos e em Portugal representa 25% das vendas da marca -, o construtor de Martorell deverá recorrer ao banco de órgãos do Grupo Volkswagen e dotar o novo Leon com uma oferta de motorizações em tudo similar àquela que é proposta no novo Golf. A electrificação será a palavra de ordem, inclusivamente com direito a uma variante PHEV, já por diversas vezes apanhada em testes de desenvolvimento.

Até que sejam desvendados oficialmente todos os segredos do compacto espanhol, a Seat deixa cair o pano sobre a… camuflagem.  E também neste ponto há segredos, que foram agora tornados públicos. A horas do derradeiro desvendar, o Leon é-nos apresentado com uma nova “indumentária” que, segundo a marca, é inspirada no modernismo e na cidade de Barcelona.

O novo Seat Leon tem uma grande personalidade e é muito difícil de camuflar, porque é uma escultura sobre rodas que exprime a natureza emocional da Seat. O Leon nasceu aqui e devido ao relacionamento especial que temos com Barcelona, procuramos sempre inspiração na cidade” explica o responsável do Desenvolvimento Color&Trim da Seat, Jordi Font.

Para ocultar o trabalho de anos, que é suposto permanecer confidencial até que o fabricante quebre o sigilo, foram usados 20 metros quadrados de vinil fundido, com tratamento térmico a 45º, material que foi aplicado sob a forma de mosaicos trencadis, mas fugindo ao convencional preto e branco que se costuma usar na camuflagem de automóveis.  O desafio acaba por ser esconder à vista de todos. Mas esconder o quê?  Jordi Font não se esquiva à resposta e admite que “os faróis e a forma das luzes traseiras” são aquilo que “é mais importante camuflar”. Dentro de pouco tempo, far-se-á luz sobre isso.

O novo Leon fará a sua estreia aos olhos do público no Salão de Genebra, em Março, estando prevista para Abril a sua apresentação em Portugal, mercado onde as vendas arrancam em Maio.