Todos estão saudáveis e não há indícios de que algum jogador esteja infetado pelo novo coronavírus. É com esta garantia que se tenta tranquilizar a população espanhola, depois de ter sido anunciado que uma equipa de futebol de Wuhan, região chinesa onde começou o surto do 2019-nCov, chegou a Espanha para fazer um estágio.

As autoridades espanholas garantem que não há riscos para a saúde pública e que todos os jogadores da equipa treinada pelo andaluz José Manuel González López estarão sob o olhar atento do Ministério da Saúde. A notícia está a ser avançada por vários jornais espanhóis, que escreve que a equipa deverá ficar em Málaga até fevereiro, antes do início da temporada da Super Liga Chinesa de 2020.

A equipa da Super Liga Chinesa, Wuhan Zall, chegou ao aeroporto de Málaga, depois de viajar de Xangai via Istambul. Uma vez que os jogadores chegaram a Xangai, a cerca de mil quilómetros de Wuhan, a 2 de janeiro para iniciar os preparativos para a pré-temporada não deverão ter quaisquer problemas de saúde — o período de incubação do novo coronavírus é de 14 dias e, portanto, já ultrapassados.

Assim, a autoridade regional de saúde da Andaluzia garante não haver “nenhuma sintomatologia relacionada ao vírus”.