A associação portuguesa de tecnologia financeira, a Portugal Fintech, e a rede de coworkings Sitio inauguram esta quinta-feira a Fintech House, um espaço dedicado ao desenvolvimento do setor. A casa vai receber mais de 30 startups para trabalharem juntamente com a comunidade tecnológica, de bancos a seguradoras a consultoras, sociedades de advogados, investidores ou reguladores.

“A Fintech House abre as portas para ser o ponto de contacto físico de uma indústria em crescimento e que agora ganha mais condições para o fazer, através de uma próxima relação entre os seus atores”, lê-se no comunicado de imprensa. O objetivo é criar um centro internacional para o desenvolvimento de startups nas áreas financeiras, de seguros, cibersegurança e de regulação.

A Fintech House fica localizada no Palácio das Varandas, no centro de Lisboa, e tem cinco pisos: um para eventos e outros quatro vão alojar escritórios privados e espaços de cowork com capacidade para 170 pessoas. Entre as startups que se vão mudar para o edifício do século XIX está a  Loqr, Drivit, StudentFinance, Lovvys, nBanks e a Coverflex.

Além das startups, a Fintech House acolhe um conjunto de parceiros que partilham o espaço para uma maior proximidade com o ecossistema, como a consultora Accenture, a Visa, a Morais Leitão, o banco BBVA ou a Fidelidade. As startups podem ainda contar com o apoio de parceiros como a Microsoft, Amazon Web Services, Google, Digital Ocean, IDC, entre outros.