Chegou a Portugal há três meses, começou por Lisboa e chegou agora no Porto, mas quer alargar-se a mais distritos portugueses até ao final do ano. A Too Good To Go é uma app que permite comprar refeições prontas e com qualidade a preços acessíveis, através do excedente diário de comida de restaurantes, hotéis, supermercados, mercearias ou padarias.

“O nosso objetivo é ajudar os estabelecimentos a reduzir o desperdício de alimentos, dando-lhes ao mesmo tempo a vantagem de poderem angariar novos clientes e reposicionarem-se como marcas sustentáveis”, diz Madalena Rugeroni, responsável em Portugal da Too Good To Go, em comunicado.

Em vez de escolher um menu predefinido, o utilizador faz uma espécie de compra surpresa, pois selecionam apenas o estabelecimento que mais gostam e o tipo de comida que preferem. Na app é possível adquirir uma “Magic Box” criada pelo próprio estabelecimento aderente, com produtos selecionados por este tendo em conta o que há de excedente. Os alimentos podem ser colocados na plataforma “no final do turno ou do dia”, cada refeição ou compra de produtos alimentar ronda “entre os dois e os cinco euros” e a recolha é feita no restaurante.

Nesta fase de pré-lançamento, a empresa conta  com mais de 60 parceiros no Porto – Rota do Chá, Casa da Tété, Café MonAmi, Thebird, DiBistrô e Manna são apenas alguns exemplos – uma região onde o desperdício ronda as 14 mil toneladas de comida todos os anos, segundo o último estudo da Fundação Ellen MacArthur.

A Too Good To Go nasceu na Dinamarca em 2016, aproxima estabelecimentos e utilizadores através de uma app que está presente em 15 países (Europa e EUA), conta com mais de 19 milhões de utilizadores que já salvaram 30 milhões de refeições de 39 mil estabelecimentos parceiros. A app é gratuita e está disponível para sistemas iOS e Android.