A Sodiba, a empresa angolana detida por Isabel dos Santos e que produz as cervejas Luandina e a portuguesa Sagres, está em risco de fechar, como refere o Jornal Económico (JE), citando a revista angolana Valor Económico. Segundo o presidente da empresa, Luís Correia, “sem a capacidade de os acionistas apoiarem, o risco de colapso será uma realidade a curto prazo”. O tribunal de Luanda arrestou as participações de dois dos acionistas Isabel dos Santos e do seu marido, Sindika Dokolo.

A empresa estava dependente desta injeção de capital. A liderança desta produtora de cerveja contava não precisar deste dinheiro em 2021. Isabel dos Santos fez parte do investimento de mais de dois mil de milhões de kwanzas (cerca de 3,6 milhões de euros) e, ao longo dos anos, investiu “biliões de kwanzas” na empresa.

A Sodiba tem uma parceria desde 2016 para produzir em Angola a cerveja Sagres. Segundo Luís Correia, para este ano é necessário um investimento de cerca de 2,7 milhões de euros para continuarem a produção.

A mesma revista refere que a Embalvidro, uma fábrica de embalagens de vidro em Angola da qual Isabel dos Santos detém 51% do capital, também está em risco de falência.