As vendas a retalho aumentaram em dezembro na zona euro em termos homólogos (1,3%) mas recuaram na comparação em cadeia (-1,6%), com Portugal a acompanhar essa tendência, de acordo com dados esta quarta-feira publicados pelo Eurostat.

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da União Europeia (UE), o comércio a retalho também aumentou em dezembro no conjunto da União face ao mesmo mês de 2018 (1,9%), mas recuou face a novembro do ano passado (-1,3%), enquanto em Portugal registou um aumento ainda mais vincado que a média europeia em termos homólogos (2,4%), porém caiu 1,5% na comparação em cadeia.

Na comparação homóloga, as maiores subidas das vendas a retalho foram registadas na Roménia (8,5%), Hungria (6,1%) e Malta (5,6%), enquanto os maiores recuos foram observados na Eslovénia (-6,6%), Eslováquia (-2,5%) e Finlândia (-1,6%).

Já na comparação mensal em cadeia, as maiores descidas nas vendas a retalho em dezembro foram verificadas na Alemanha (-3,3%), Eslovénia (-2,8%) e Finlândia (-2,3%), enquanto os maiores aumentos tiveram lugar na Irlanda (2,7%), Malta (1,3%) e Roménia (0,8%).