A próxima batalha entre carros eléctricos e os tradicionais líderes, com motores a combustão, vai ter lugar no circuito de Sonoma, nos EUA. Em meados de 2019, a Mercedes deslocou ao traçado americano um dos seus F1, mais especificamente o chassi que Lewis Hamilton utilizou em 2016, onde realizou 1.15,430 na melhor volta à pista com 4054 metros de perímetro. Mas esse recorde parece estar em perigo, pois a Volkswagen parece querer bater um F1 com o seu ID.R eléctrico.

Os F1 modernos são extremamente eficazes mas, para que isso aconteça, é necessário que tudo esteja perfeito, da relação de cada uma das mudanças à afinação do chassi e, sobretudo, da regulação das asas, tanto à frente como atrás. Tudo porque muito apoio aerodinâmico é bom para as curvas, mas mau para as rectas, e há regulações das suspensões que favorecem as zonas rápidas, mas prejudicam as lentas.

Nas pistas do mundial de F1, os carros são afinados ainda na fábrica, com recurso a simuladores tão perfeitos (e caros) que fazem a PlayStation parecer o brinquedo que verdadeiramente é. Mas o recorde da Mercedes foi estabelecido no Sonoma Raceway, onde os F1 nunca correram, pelo que o carro de 2016 entregue a Esteban Gutierrez apareceu em pista ainda um pouco em “bruto”. Daí que tenham sido evidentes algumas faltas de tracção em alguns pontos do circuito, o que explica que o F1 tenha conseguido um tempo não muito inferior ao Chevrolet Dallara DW12 da IndyCar, que fixou o melhor tempo da categoria em 1.15,520, com o piloto Josef Newgarden ao volante.

9 fotos

A Volkswagen entende que este tempo é possível de bater pelo ID.R, o protótipo eléctrico que já provou ser extremamente rápido ao vencer Pikes Peak. Sobretudo, porque o fabricante está a preparar um ID.R Evo, para explorar melhor a evolução da tecnologia das baterias nos últimos oito meses. Tudo isto para evitar os problemas sentidos na volta rápida nos 20 km do Nürburgring, onde a marca teve de limitar a velocidade máxima para que a bateria garantisse uma volta a fundo. E esta opção colide com a mensagem que a VW quer passar para o público, de que os eléctricos têm os problemas de autonomia ultrapassados.

A tentativa de obtenção da volta mais rápida pelo ID.3 Evo vai decorrer durante o Sonoma Raceway Speed Festival, que terá lugar no próximo 31 de Maio.