Vinte e quatro eurodeputados, de um total de 27 novos que vão substituir os eleitos do Reino Unido após o Brexit, estrearam-se esta segunda-feira na sessão plenária do Parlamento Europeu, na cidade francesa de Estrasburgo.

“Na sequência da saída do Reino Unido da UE, a 31 de janeiro de 2020, as autoridades competentes de 13 Estados-membros apresentaram a notificação da eleição de 24 eurodeputados, cujo mandato entra em vigor a partir de 1 de fevereiro de 2020”, anunciou a vice-presidente do Parlamento Europeu Mairead McGuinness, no arranque da sessão plenária da assembleia europeia.

A estes eurodeputados vão juntar-se três eurodeputados da Holanda, país que “ainda não finalizou o processo” de seleção, mas que vai escolher três eleitos, explicou fonte europeia à agência Lusa.

Ao todo, 73 eurodeputados britânicos deixaram o Parlamento Europeu no passado dia 31 de janeiro, aquando da saída do Reino Unido da UE, sendo agora substituídos por 27 eleitos de França, Espanha, Finlândia, Irlanda, Itália, Suécia, Croácia, Eslováquia, Roménia, Dinamarca, Polónia, Estónia, Áustria e Holanda.

“Gostaria de dar as boas-vindas aos novos membros”, adiantou Mairead McGuinness no arranque dos trabalhos.

A sessão plenária do Parlamento Europeu decorre até quinta-feira.