Pelo menos 30 pessoas foram mortas este domingo por elementos alegadamente pertencentes ao grupo radical islâmico Boko Haram em Auno, a cerca de 20 quilómetros de Maiduguri, capital do estado nigeriano de Borno, segundo a imprensa local.

Os atacantes bloquearam a via que liga Damaturu a Maiduguri, junto à localidade de Auno, naquela província no nordeste da Nigéria, e depois incendiaram 18 veículos, mataram pelo menos três dezenas de pessoas e raptaram muitas outras, incluindo mulheres e crianças, de acordo com testemunhos de residentes e declarações de um assessor do governador de Borno, Babagana Zulum, ao The Cable.

Pelo menos oito camiões com mercadorias foram incendiados, e os assaltantes abandonaram o local do assalto depois de pilharem casas e lojas, segundo o testemunho de um residente ao portal do Daily Trust, outra publicação nigeriana.