A identidade do empresário britânico que foi infetado com o coronavírus numa conferência em Singapura e que poderá ter deixado um rasto de infetados pela Europa já foi revelada, avançou a Sky News. Steve Walsh, de 54 anos, foi diagnosticado com coronavírus no dia 6 de fevereiro e está em quarentena no hospital St. Thomas, em Londres. O número de casos pelos quais poderá ter sido responsável já subiu para 11.

“Gostaria de agradecer ao NHS [Serviço Nacional de Saúde] pela ajuda e pelos cuidados – os meus pensamentos estão com as outras pessoas que contraíram coronavírus”, disse Steve Walsh num comunicado partilhado pelo hospital.

Assim que soube que tinha estado exposto a um caso confirmado, Walsh contactou o seu médico de família, o Serviço Nacional de Saúde e a agência Public Health England, do Departamento de Saúde e Assistência Social do Reino Unido.

“Fui aconselhado a ir para uma sala isolada no hospital, apesar de não apresentar sintomas, e posteriormente a ficar auto-isolado em casa”, explicou o empresário, acrescentando: “Quando o diagnóstico foi confirmado, fui enviado para uma unidade de isolamento no hospital, onde permaneço e, como precaução, foi também pedido à minha família que se isolasse“.

Após ter saído da conferência em Singapura, onde terá contraído o vírus no início do mês passado, o empresário britânico passou alguns dias numa estância de esqui nos Alpes, em França, e só depois regressou a casa, no Reino Unido.