O neto mais velho da Rainha Isabel II, Peter Phillips, e a mulher anunciaram, esta segunda-feira, que se vão separar depois de 12 anos de casamento. É o primeiro neto da Rainha de Inglaterra a divorciar-se.

Segundo a BBC e a Sky News, a Rainha e ambas as famílias foram informados da decisão ainda no ano passado. O Daily Mail refere mesmo que o casal está separado há vários meses e que esta decisão irá afetar em especial Isabel II, que tinha uma relação próxima com a mulher do neto, Autumn.

O casal irá partilhar a guarda das duas filhas, Savannah, de nove anos, e Isla, de sete, refere um comunicado divulgado em nome dos dois, onde se refere que esta foi a melhor decisão para as filhas e para a amizade que ainda mantêm.

A decisão do divórcio e da custódia partilhada surge depois de vários meses de debates e apesar de ser triste, é amigável”, indica ainda o documento, onde se lê que ambos continuam em Gloucestershire, onde vivem há vários anos, “para educar as duas filhas”.

Peter Phillips, filho do primeiro casamento da princesa Ana com Mark Phillips, casou-se com a canadiana Autumn Kelly em 2008, em Windsor — onde também casaram, por exemplo, Harry e Meghan. O casal conheceu-se em 2003, no Grande Prémio de Montreal.

Peter Phillips e a mulher, Autumn, no casamento da Princesa Eugenie, que também decorreu em Windsor, em outubro de 2019

Apesar de ser o neto mais velho da Rainha, o facto de ser filho da linhagem feminina da família real, faz com que Peter, de 42 anos, não tenha um título real. Aliás, quando casou, não quis ficar com o título de Conde e, por isso, as filhas também não têm qualquer título.

Tal como acontece atualmente com Harry e Meghan, Phillips não é um membro sénior da família real e tem desde 2012 uma  agência de entretenimento e desporto. No mês passado ficou a saber-se que Phillips participou em anúncios do leite inglês de Jersey na China.