Portugal é o país com a segunda maior subida da produção industrial no conjunto da União Europeia (UE) em 2019. O Eurostat revelou que os valores na zona euro baixaram 4,1% em dezembro do ano passado e 3,9% na UE, face ao mês homólogo.

Os dados publicados esta quarta-feira pelo gabinete oficial de estatísticas da UE revelam que, na comparação em cadeia (com o mês anterior), a produção industrial recuou no espaço da moeda única (-2,1%) e no conjunto da União (-2,0%), ainda que em ambos os casos, Portugal tenha contrariado a tendência (com uma subida de 2,9%, a segunda mais acentuada entre os Estados-membros sobre os quais há dados disponíveis).

Na variação homóloga, face a dezembro de 2018, as subidas mais vincadas foram registadas em Malta (7,6%), Portugal (3,9%) e Polónia (1,3%), enquanto os maiores recuos foram observados na Estónia (-9,9%), Roménia (-8,9%) e Alemanha (-7,2%).

Na variação em cadeia, face a novembro de 2019, Dinamarca (7,2%), Portugal (2,9%) e Grécia (2,5%) lideraram as subidas de produção industrial em dezembro face a novembro, enquanto os maiores recuos foram registados na Irlanda (-6,2%), Hungria (-3,8%) e Polónia (-3,0%).