Foi confirmado um novo caso suspeito de coronavírus em Portugal, após avaliação clínica e epidemiológica, informou a Direção-Geral da Saúde (DGS). O doente é uma criança, recentemente regressada da China. É a primeira suspeita num menor em Portugal.

A criança foi encaminhada para o Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, “o Hospital de Referência Pediátrico para estas situações”, explicou a DGS. O menor ficará internado e “serão realizadas colheitas de amostras biológicas para análise pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA)”.

A DGS fará uma atualização das informações assim que seja conhecido o resultado das análises.

Os casos de coronavírus em crianças são raros. Embora ainda seja preciso investigar melhor como o vírus se transmite, estudos desenvolvidos desde o início do surto na China permitiram perceber que a média de idade dos doentes ronda os 50 anos e que os homens são mais afetados do que as mulheres. Aqueles que têm historial de doenças crónicas são também mais vulneráveis a ser infetados com o vírus.

Este é o sétimo caso suspeito de coronavírus em Portugal. Os repatriados portugueses que se voluntariaram para serem sujeitos a um período de quarentena permanecem internados no Hospital Pulido Valente, em Lisboa. O grupo de 20 pessoas fará novas análises esta sexta-feira. As primeiras deram negativo.