A polícia brasileira informou esta terça-feira que deteve 38 pessoas alvo de uma operação contra pornografia infantil, que também envolveu autoridades da Colômbia, Paraguai, Estados Unidos da América e Panamá.

A ação é a sexta fase da Operação Luz na Infância.

Um total de 579 agentes policiais participaram da operação no Ceará, Alagoas, Piauí, Acre, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, 12 dos 27 estados brasileiros.

De acordo com o último balanço apresentado pelas autoridades locais, das 112 ordens de busca e apreensão de arquivos com conteúdo sexual, 94 foram cumpridas no Brasil e 18 no exterior.

Além das prisões, também ocorreu a apreensão de cerca de 187 mil arquivos que serão objeto de exame.

O código penal brasileiro estabelece sentenças entre 3 e 6 anos de prisão para pessoas que partilham imagens com abuso sexual de menores na Internet, enquanto essa sentença pode chegar a 15 anos nos Estados Unidos.

Nas seis fases da Operação Luz na Infância, as autoridades brasileiras prenderam mais de 600 pessoas acusadas de partilhar pornografia infantil e cumpriram mais de 1.000 mandados de busca e apreensão.