Duas mil plantas vão ser plantadas na Serra da Carregueira, em Sintra, no distrito de Lisboa, na quarta-feira, num processo de reflorestação daquela área, que ardeu em outubro do ano passado, destruindo cerca de 51,7 hectares, foi esta terça-feira anunciado.

A Câmara Municipal de Sintra vai reflorestar a área ardida na zona florestal na Serra da Carregueira, em Belas, com a plantação de duas mil plantas, no dia 19 de fevereiro, entre as 9h30 e as 12h30”, pode ler-se num comunicado do município.

De acordo com a nota, a zona está “a ser intervencionada com o corte do arvoredo queimado de modo a evitar que o ambiente se degrade em termos de erosão e biodiversidade”.

O município de Sintra salienta que pretende atingir a meta de mais de 15 mil árvores plantadas no concelho, durante o ano de 2020.

Em 9 de outubro de 2019, cerca de 50 pessoas foram retiradas das suas casas na localidade da Venda Seca, na União de Freguesias de Queluz e Belas, por precaução, devido a um incêndio que deflagrou na serra da Carregueira por volta das 15h20. Na ocasião, fonte da Proteção Civil de Sintra indicou à Lusa que foram evacuadas 10 habitações, abrangendo “cerca de 30 pessoas”, numa operação levada a cabo pela polícia municipal, com o apoio do regimento de comandos da Carregueira. A mesma fonte acrescentou que foram também retirados cerca de 15 animais.