A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quinta-feira a detenção de três jovens suspeitos do homicídio de um homem de 36 anos, crime que ocorreu no sábado à noite, no bairro da Cova da Moura, na Amadora, distrito de Lisboa.

Os suspeitos são três homens, com 17, 20 e 22 anos, que foram identificados, localizados e detidos por “fortes indícios” da prática deste crime, indicou a PJ, referindo que os jovens já foram presentes a primeiro interrogatório judicial.

Em comunicado, a polícia informou que a um dos jovens foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva, enquanto os outros dois ficaram obrigados a apresentações diárias às autoridades e proibidos de manterem contactos entre si.

O crime de homicídio ocorreu na noite do passado sábado, no interior do bairro da Cova da Moura, “quando a vítima, um homem de 36 anos e morador naquele local, foi interpelado pelos presumíveis autores, num quadro de uma desavença de escassa relevância”. Segundo a PJ, na sequência de uma breve discussão, “a vítima veio a ser fisicamente agredida pelos detidos, tendo um deles acabado por a atingir com um golpe de arma branca, o qual lhe provocou a morte”.

No domingo, fonte da PSP disse à Lusa que um homem foi esfaqueado no sábado à noite na sequência de um desentendimento relacionado com o trânsito na Cova da Moura, tendo acabado por morrer no hospital. A vítima desentendeu-se com três pessoas, uma das quais acabou por desferir uma facada que lhe perfurou o lado esquerdo do peito, adiantou a fonte, afirmando que algumas pessoas estariam alcoolizadas.

O homem foi conduzido pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, por volta das 22h40, “muito debilitado” mas ainda com vida, acabando por morrer na unidade hospitalar às 23h15.

Inicialmente, a PSP indicou que a vítima tinha 26 anos.