A Assembleia da República (AR) de Moçambique realiza esta quinta e sexta-feira a primeira sessão extraordinária da nova legislatura do órgão, para a escolha de membros da Comissão Permanente e das comissões especializadas.

Após a sessão extraordinária, a nova Comissão Permanente da AR vai reunir-se para decidir as datas da primeira sessão ordinária, que deverá acontecer na primeira quinzena de março.

A nova assembleia tomou posse em 13 de janeiro e resulta das eleições gerais de 15 de outubro de 2019.

A Comissão Permanente conta com 17 membros, num parlamento com nove comissões especializadas.

Durante a reunião, serão ainda anunciados os nomes dos grupos de trabalho do órgão legislativo moçambicano.

A sessão desta quarta-feira acontece uma semana após a apresentação do parlamento aos novos deputados.

A Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), partido no poder, conquistou uma maioria qualificada de 184 dos 250 assentos, a Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), principal partido da oposição, 60, e o Movimento Democrático de Moçambique (MDM), seis.

A nova legislatura será a IX na história parlamentar de Moçambique, desde a independência do país, em 1975.